Página Inicial
   
 
 
Empresa | Áreas | Serviços | Notícias | Portfólio | Clientes | Compliance | Contato
COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos
 
Portfólio
AMOSTRAGEM PARA A AMOSTRA DE CARGAS POLUENTES PARA OS ESTUDOS DO PLANO INTEGRADO DE MELHORIA AMBIENTAL NA ÁREA DE MANANCIAIS DA REPRESA BILLINGS NO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO/RMSP
  
voltar



Cliente: NJS Consultants Co. Ltd.

Período: julho de 2005 - fevereiro de 2006

Descrição do Projeto

O trabalho realizado no âmbito deste contrato integra a base de dados da JICA – Japan International Cooperation Agency para a elaboração do Plano Integrado de Melhoramento Ambiental na Bacia Hidrográfica da Represa Billings no Município de São Bernardo do Campo. Um acordo de cooperação técnica entre a agência e o governo de São Paulo foi aprovado em 2004, e em 2005, sob a coordenação da NJS Consultants, foi iniciado um conjunto de estudos e diagnósticos das condições ambientais da Billings. O presente trabalho compreendeu a realização de amostragem de cargas poluentes dos afluentes da Represa e da qualidade da água e sedimento do reservatório; levantamento batimétrico do reservatório; e acompanhamento dos resultados das análises químicas, físico-químicas, bioquímicas, bióticas, orgânicas e microbiológicas das amostras.

Descrição dos Serviços

1. Acompanhamento e Amostragem

  • Realização de acompanhamento e amostragem em 10 diferentes campanhas de acordo com o objetivo da amostragem; a campanha da Foz dos Tributários foi realizada seis vezes durante o semestre para permitir avaliar a variação de cargas em função da sazonalidade de chuvas da região.
  • Medição de 52 pontos específicos entre as 10 campanhas que, entre repetições sazonais e em diferentes profundidades, representando 318 amostragens durante 6 meses em 30 dias de saídas de campo; os pontos de amostragem foram definidos por observação de mapa e imagem de satélite, identificação das sub-bacias da Bacia Hidrográfica do Reservatório Billings pelo traçado das curvas de nível, identificação do uso e ocupação do solo da sub-bacia, observação de campo da acessibilidade e volumetria aparente da vazão dos afluentes.
  • Amostragem e aferição dos seguintes parâmetros para avaliação da qualidade da água: pH, temperatura da água, temperatura do ar, condutividade, turbidez, cor aparente, transparência, OD, SST, COT, DBO, DQO; COD, PO4, P-T, NH4, NO2, NO3, NKT, N-T, F-coli, clorofila-a, fitoplancton, Fe, Mn, Hg, Cu, Zn, Ni, vazão, ecobatimetria.
  • Amostragem e aferição dos seguintes parâmetros para avaliação da qualidade de sedimentos em solo e líquido intersticial: pH, potencial redox, umidade, granulometria, OD, COT, transparência, PO4, P-T, N-T, Fe, Mn, Hg, Cu, Zn, Ni, Cd.

2. Metodologias Utilizadas

  • Para as amostras de qualidade da água foi utilizada a metodologia de coleta e análise de padrão internacional, cujos protocolos são especificados no AWWA - APHA - WPCI - Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater - 20ª Edição e no Guia de Coleta e Preservação de Amostras de Água, 1ª ed., Cetesb, 1988.
  • Para a análise de fitoplâncton foi utilizada a metodologia de coleta subsuperficial da amostra (sem uso de rede); preservação em campo com lugol acético; análise qualitativa: microscópio óptico com câmara clara e ocular de medição; análise quantitativa: microscópio invertido; câmara de sedimentação conforme Utermöhl, 1958.
  • A análise de água de poços para identificação da qualidade da água proveniente do lençol freático e da contaminação deste foi realizada em dois pontos; a análise de 24 horas de acompanhamento da variação de carga do esgoto foi realizada com amostragens de 3 em 3 horas.
  •  Os dados de medições verticais foram realizados em diferentes profundidades dependendo da profundidade total do ponto de medição e da curva estratigráfica observada; para decidir a profundidade na coluna de água para realizar a coleta, em cada ponto de amostragem foi medida a temperatura da água – no termômetro de mercúrio – e do oxigênio dissolvido (OD) – com o oxímetro digital YSI 95 Dissolved Oxigen Microeletrod Array, Yelow Springs Inc. – de metro em metro, possibilitando a construção das curvas estratigráficas de temperatura e OD pela profundidade em cada ponto.
  • Com a curva estratigráfica determinada a profundidade de amostragem foi estabelecida acima do epilímio e abaixo do ipolímio; nos casos onde não existe variação estratigráfica de temperatura, as amostras foram realizadas em divisões iguais da coluna de água; uma das amostras foi sempre realizada entre 0,5 e 1,0 metro do fundo.
  • Para a amostragem de água em profundidade utilizou-se uma garrafa tipo Van Dorn vertical com capacidade de 12 litros e 1 metro de coluna de água e o bombeamento por bomba elétrica acionada por bateria.
  • As amostragens de sedimento foram realizadas com uma draga tipo Petersen; a amostra captura o sedimento superficial do lago até no máximo 0,30 metro da coluna sedimentar; a água intersticial foi separada do sedimento após descongelamento pela dissociação de fase; as análises laboratoriais também foram realizadas de acordo com os protocolos internacionais.
  • As medições de vazão foram realizadas com o uso do Flo-Mate 2000 March-McBirney Inc; foi determinada a batimetria de uma sessão transversal do córrego ou tubulação e medida a vazão com o aparelho por três vezes para a determinação da média e multiplicação para obter a vazão momentânea do tributário.
  • A batimetria do braço do Rio Grande no reservatório Billings foi realizada com um sonar digital Ceeducer, equipado com um transdutor narrow beam de 200KHz; o equipamento foi configurado para emitir 6 pulsos por segundo; foi acoplado um GPS Garmin 12XL; o sinal do sonar sincronizado com os dados de localização do GPS em cada pulso era enviado em tempo real via bluetooth para um PALM ZIRE 72S para acompanhamento do percurso e geração de ‘backup’ dos dados; foram percorridos 56 Km realizando transectos desde a barragem do braço até a ponte da rodovia Índio Tibiriçá que cruza o Rio Grande em direção ao Município de Rio Grande da Serra. Os principais braços também foram percorridos.
  • Com base nas plantas originais, do Reservatório Billings, foram estabelecidas células de 250X250 metros onde foram calculadas as cotas batimétricas das extremidades.
  • Os dados obtidos pelas análises laboratoriais foram revisados e conferidos para localização de erros e solicitação de contraprova; também foram analisados para compreender a qualidade das águas e sedimentos do reservatório além da distribuição da concentração de poluentes na coluna vertical e pela influência da sazonalidade de chuvas.
  • Os dados obtidos de cargas e volumes hídricos dos tributários foram utilizados para avaliar a vazão e cargas dos afluentes ao reservatório pelo modelo de cargas afluentes Run-off Load Model; todos os resultados obtidos foram utilizados como base para carregar o modelo Elcom-Caedym de comportamento bidimensional de cargas poluentes em reservatórios.


voltar

 
Consulte o Portf�lio

Todos os trabalhos


RSS (Really Simple Syndication)
 

© 2008 - COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos | Todos os direitos reservados.
Produzido por - Plátano Comunicação S/C Ltda | Designer GuinaWeb - Ateliê Designer


RSS (Really Simple Syndication)