Página Inicial
   
 
 
Empresa | Áreas | Serviços | Notícias | Portfólio | Clientes | Compliance | Contato
COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos
 
Portfólio
ASSESSORIA TÉCNICA PARA ESTRUTURAÇÃO DO ÓRGÃO PRESTADOR DE SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DO MUNICÍPIO DE CATANDUVA/SP
  
voltar



Cliente: Prefeitura Municipal de Catanduva

Período: dezembro de 2013 - dezembro de 2014

Descrição do Projeto

A estruturação da Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva – SAEC é uma das ações previstas no Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado do Município, financiado parcialmente pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID. O objetivo do Programa, orçado em US$ 8,44 milhões, é promover intervenções integradas e articuladas nos âmbitos urbanístico, ambiental, sanitário e de gestão, que contribuam para a melhoria qualidade de vida da população e a preservação dos recursos hídricos do Rio São Domingos, que atravessa o Município. A SAEC, criada em 2008, em substituição ao Departamento de Água e Esgotos, é o órgão responsável pela captação de água e a coleta dos efluentes de esgoto e pelo gerenciamento do sistema de abastecimento. A estruturação proposta visa adequar a estrutura do órgão para responder aos novos desafios colocados pelas metas do Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado, e manter os níveis de excelência alcançados pelas redes existentes.

Descrição dos Serviços

LEVANTAMENTO DE DADOS, ANÁLISE E DIAGNÓSTICO

1. Levantamentos de Dados

  • Entrevista geral com o quadro diretivo e técnico da SAEC, seguida de entrevistas individuais com os responsáveis pelas diversas áreas, visitas complementares, tabulação e compilação dos dados e documentos fornecidos pela SAEC, e consulta de dados de fontes externas.
  • Levantamento de informações de planos e estudos anteriores fornecidos pela SAEC.
  • Reunião de documentos econômico-financeiros e levantamento de informações sobre as estruturas tarifárias aplicadas por outros municípios da região.

2. Análise e Diagnóstico

  • Estrutura Organizacional e Recursos Humanos: análise da estrutura organizacional e do funcionamento da SAEC, tomando como parâmetros manuais de criação e organização de autarquias municipais de água e esgoto da Funasa, trabalhos acadêmicos e estruturas adotadas por entidades semelhantes. Análise do quadro de pessoal, considerando-se a distribuição por idade, formação e área de trabalho e os reflexos da situação atual nas futuras demandas de execução da prestação de serviços.
  • Sistema de Planejamento e Sistema de Informações Gerenciais: análise do planejamento estratégico e do planejamento tático da SAEC; avaliação da situação orçamentária, financeira do órgão; desenvolvimento de um modelo de simulação econômica, considerando os investimentos necessários e os custos dos serviços por processo (administrativos e financeiros, comerciais e atendimento ao cliente e de operação e manutenção).
  • Estruturas de Operação e Manutenção dos Sistemas de Água e de Esgotos

Sistema de Abastecimento Água (SAA): análise de dados fornecidos pela SAEC relativos ao número de ligações e economias, volumes produzidos e micromedidos, número e características das unidades operacionais (poços tubulares, reservatórios e estações elevatórias e quantidades de tubulações), tipo de controle sanitário praticado, automação existente e em implantação (inclusive sobre o Centro de Controle Operacional – CCO em operação), e ações de controle de perdas praticadas nas unidades de produção.

Sistema de Esgotamento Sanitário (SES): análise de dados fornecidos pela SAEC relativos ao número de ligações e economias, número e características das unidades operacionais (redes coletoras, interceptores e coletores-tronco) e características da Estação de Tratamento de Esgotos.

Diagnóstico de operação e manutenção, considerando: atribuições dos cargos do corpo técnico; gerenciamento do parque de hidrômetros; rotinas e procedimentos do setor de micromedição; gestão das demandas; realização de manutenções preventivas; serviços de pesquisa e detecção de vazamentos; serviços de setorização e medições pitométricas; atualização de cadastros de redes e inventários de equipamentos; capacitação e qualificação do corpo técnico; automação, e controle e integração do CCO com demais setores; atendimento aos usuários; sistemas de controle sanitário; sistemas de informação.

Comercialização de serviços: avaliação da medição e do faturamento com o objetivo de analisar os resultados dos processos comerciais praticados (estrutura tarifária, faturamento anual, crescimento das ligações e economias e a comparação das tarifas SAEC com as tarifas da região) e prospectar as oportunidades de aumento de receitas e redução de despesas.

Otimização da micromedição, tendo como base: a avaliação da situação do parque de hidrômetros e a análise da estrutura de informações e das rotinas de alimentação e verificação do cadastro do parque e de sua adequação à atualização e manutenção de informações cadastrais confiáveis; a análise custo-benefício dos programas existentes de substituição de hidrômetros, por idade e por adequabilidade dos hidrômetros ao padrão de consumo; a análise dos processos de controle de qualidade no recebimento de hidrômetros novos pela SAEC; a análise dos processos de controle de fraudes para ligações inativas, bem como das rotinas de controle da evolução do consumo; a análise da infraestrutura disponível para a aferição e manutenção de micromedidores.

Tecnologia da Informação: avaliação da situação da governança de Tecnologia da Informação (TI) e das práticas da SAEC, observando-se: o sistema de folha de pagamentos utilizado pela área de RH; a gestão financeira; o sistema de leitura e medição de hidrômetros e de entrega de contas; o sistema de atendimento e protocolo de solicitações; a infraestrutura física, as condições de segurança e os recursos de hardware existentes; a integração do sistema de gestão empresarial relativa a TI.

II. PROPOSIÇÕES

1. Sistema de Planejamento e Sistema de Informações Gerenciais

  • Adoção do planejamento estratégico proposto pelo Plano Municipal Integrado de Saneamento Básico de Catanduva – PISB, com visão e missão e estratégias principais ratificadas e reformulação ou validação das Ações Táticas.
  • Manutenção do equilíbrio econômico-financeiro da autarquia, com a utilização da planilha “Sustentabilidade Catanduva” que efetua a análise de sustentabilidade econômico-financeira da SAEC.
  • Condições de trabalho e quadro de pessoal compatíveis com as receitas previstas.
  • Planos de investimentos para o SAA e o SES. 

2. Estrutura Organizacional e Processos

  • Proposição do Mapa de Processos da SAEC, abrangendo novos processos finalísticos e de apoio nas áreas de: relacionamento com clientes; tratamento de esgotos; capacitação e desenvolvimento; jurídica; comunicação empresarial; responsabilidade social; planejamento, controladoria e gestão; informática e telecomunicações; manutenção eletromecânica e instrumentação.

3. Estrutura Organizacional Proposta

  • Proposição de alterações com o objetivo de estruturar processos ainda não devidamente incorporados à rotina da organização e de ajustes estruturais nos processos já estabelecidos com relação à Superintendência, Diretoria Administrativa e Financeira e Diretoria de Engenharia, Operação e Manutenção.

4. Recursos Humanos

  • Proposição de novas atribuições dos cargos de chefia associados à reorganização administrativa; reclassificação e nova descrição de cargos; instrumentos de gestão de recursos humanos; e política de remuneração dos funcionários (três alternativas estudadas).

5. Estruturas de Operação e Manutenção dos Sistemas de Água e de Esgotos

  • Proposições comuns ao SAA e SES: (i) implantação de Sistema de Cadastro Técnico Georreferenciado compatível com o Sistema de Cadastro Comercial, com rotinas bem definidas de atualização; (ii) implantação de Registros Universais de Operação, com Sistema de Registros de Operação e Manutenção diários, Relatórios de Registro e Análise e Relatórios de Logística mensais, diretrizes de gerenciamento das ações e mobilização de equipes, e Sistema de Gerenciamento e Controle de Desempenho; (iii) Plano de Manutenção preditiva e preventiva para equipamentos e infraestrutura de operação; (iv) continuidade dos processos de automação da operação; (v) formulação de Planos de Contingências.
  • Proposições para o SAA: (i) avaliação do Projeto de Proteção Ambiental do Sistema Aquífero Bauru; (ii) estudos de aprimoramento do tratamento; (iii) avaliação de proposições para o sistema de reservação, com avaliação da necessidade de criação de reservatórios regionais e da implantação da manutenção preventiva dos reservatórios e Estações Elevatórias de Água (EEA); (iv) realização da modelagem hidráulica para todo o sistema de adução e distribuição; (v) estudos de atendimento emergencial de setores; (vi) aprimoramento da setorização existente, através da complementação do cadastro, criação de equipes de pitometria, implantação de Distritos de Medição e Controle (DMCs), realização de testes de estanqueidade nos novos setores, instalação de novos macromedidores interligando-o ao CCO, implantação de válvulas redutoras de pressão (VRPs); (vii) alternativas de solução para o problema de incrustações nas tubulações de ferro fundido; (viii) elaboração do Plano de Controle Sanitário; (ix) desenvolvimento do Programa de Gestão de Demanda e Controle de Perdas com a criação de Grupo Multidisciplinar para o Controle de Perdas, conforme os critérios da IWA - International Water Association, e com base em estudos de custo-benefício. 
  • Proposições para o SES: (i) utilização para tubulações de PVC Corrugado para diâmetros acima de 450 mm; (ii) aquisição de equipamento ou contratação de serviços de filmagem para inspeção interna de tubulações; (iii) aquisição de equipamento ou contratação de serviços de hidrojateamento para desobstruções; (iv) implantação de sistema telemétrico para monitorar a operação e melhorar o desempenho das EEEs; (v) estruturação das equipes de manutenção e execução de ramais de água/esgoto e reparos de pavimentos, considerando a capacidade para atendimento às demandas de pico, as ocorrências de período de férias e os afastamentos involuntários, e a necessidade de atendimento 24 horas.

6. Propostas para a Comercialização dos Serviços

  • Criação de um cadastro comercial georreferenciado, compatível com o cadastro técnico, com registros de todas as ocorrências mantidos por cinco anos.
  • Mudança do fluxo de processo da reforma de contas.
  • Processo de monitoramento do consumo, aperfeiçoamento do sistema de informações, com alertas para variações bruscas e cronograma de substituição de micromedidores.
  • Criação da ouvidoria.
  • Programa de Otimização de Micromedidores.

7. Grandes Consumidores

  • Sugestão de estabelecimento de contrato de fornecimento baseado em: demanda estabelecida; tarifas diferenciadas em relação a consumidores comuns; tarifas diferenciadas ao longo do dia, semelhante às horossazonais da energia elétrica; concessão de incentivos à substituição de poços próprios pelo abastecimento pela rede; identificação e oferecimento de vantagens às empresas consumidoras de água vendida por caminhões pipa, para sua transferência ao atendimento por rede; desenvolvimento de estratégias de captação e fidelização de clientes.

8. Tecnologia da Informação

  • Estrutura Organizacional

Para a área de Gestão foram propostas as seguintes atribuições: definição de estratégia e necessidades de TI; definição de políticas de aquisição de tecnologias; planejamento e execução do orçamento em TI.

Para a área de Infraestrutura e Telecomunicações: provimento da manutenção de infraestrutura de rede local e telecomunicações; realização de backups dos sistemas e computadores; desenvolvimento e manutenção de planos de contingências e continuidade de negócios; garantia da segurança da informação; fornecimento de suporte aos usuários; realização da interface com parceiros/prestadores de serviço.

Para a área de Sistemas: levantamento de necessidades e processos das áreas de negócio; proposição e especificação de soluções e melhorias para os sistemas de informação; elaboração de RFI (Request for Information) e RFP (Request for Price) para aquisição de sistemas; fornecimento de suporte aos usuários; implantação de novos sistemas e módulos; acompanhamento dos sistemas implantados; realização da interface com parceiros/prestadores de serviço em sistemas.

  • Estrutura Física: Indicação das possibilidades de uso de computação em nuvem para o provisionamento just-in-time e o escalonamento de serviços em hardware compartilhado, sugerindo-se como alternativas a Platform as a Service (PaaS), Software as a Service (SaaS), Database as a Service (DaaS), Infrastructure as a Service (IaaS), e Testing as a Service (TaaS).
  • Sistemas Computacionais: proposta a utilização das funcionalidades já disponíveis no Sistema de informações hoje existente (Gestão Integrada de Saneamento), destacando-se o Cadastro Único Georreferenciado de Clientes e o Cadastro de Ligações; a contratação de novo Sistema de Informações mediante licitação especifica, para a qual foram oferecidas diretrizes; a utilização do Sistema de Computação na nuvem.
  • GIS – Base Georreferenciada: proposto o desenvolvimento da Base Georreferenciada mencionada como necessidade em capítulos relativos à Estrutura de Operação, Otimização da Micromedição e Sistema Comercial, para dar suporte ao Cadastro Técnico, Cadastro de Clientes, Cadastro de Hidrômetros e Cadastro Comercial.

III. PLANO DE AÇÃO E INSTRUMENTOS DE GESTÃO 

  • Apresentação dos ajustes e detalhamentos acordados em reuniões e oficinas de trabalho e versões finais. 
  • Elaboração do Plano de Ação, com base no planejamento e no exercício econômico financeiro da SAEC, segundo modelo próprio desenvolvido pela consultora, considerando a previsão de investimentos e os custos operacionais das diversas ações. 
  • Apresentação do novo Organograma da SAEC e da Proposição Consolidada da Estruturação Organizacional e de Processos da SAEC.
  • Incorporação das proposições consolidadas dos instrumentos de gestão de recursos humanos, notadamente as atribuições dos cargos de chefia, o dimensionamento e a descrição dos cargos, o plano de cargos e salários, as diretrizes para a avaliação de desempenho e o programa de capacitação.

 



voltar

 
Consulte o Portf�lio

Todos os trabalhos


RSS (Really Simple Syndication)
 

© 2008 - COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos | Todos os direitos reservados.
Produzido por - Plátano Comunicação S/C Ltda | Designer GuinaWeb - Ateliê Designer


RSS (Really Simple Syndication)