Página Inicial
   
 
 
Empresa | Áreas | Serviços | Notícias | Portfólio | Clientes | Compliance | Contato
COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos
 
Portfólio
ELABORAÇÃO DOS PLANOS INTEGRADOS REGIONAIS(PIR), DE CARÁTER TÉCNICO, OPERACIONAL, ECONÔMICO E AMBIENTAL ENVOLVENDO DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E COLETA DE ESGOTOS/RMSP
  
voltar



Cliente: Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp

Período: agosto de 2001 - novembro de 2002

Descrição do projeto

Os Planos Integrados Regionais – PIR têm como finalidade reunir, sistematizar e analisar informações que possibilitem: (i) caracterizar os territórios de operação de cada Unidade de Negócio da Sabesp; (ii) identificar áreas e aspectos críticos relacionados aos serviços prestados ou a ampliar; (iii) determinar as demandas de cada território em horizontes futuros; (iv) ampliar a capacidade de formulação das respectivas propostas orçamentárias; (v) organizar proposições relacionadas aos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário dispostas segundo uma hierarquia definida na forma de um plano de ação da Unidade de Negócios; e (vi) estreitar a relação entre as áreas operacionais da Vice-Presidência Metropolitana e o planejamento centralizado da Sabesp. A área de abrangência deste estudo compreende 39 municípios, sendo 31 da Região Metropolitana de São Paulo e oito da Região Bragantina.

Descrição dos Serviços

1. Diagnósticos

  • Informações sobre a Unidade de Negócio: estrutura administrativa, indicadores de desempenho e realizações operacionais, envolvimento com o redesenho e unidades de planejamento.
  • Caracterização geral da Unidade de Negócio: caracterização fisiográfica (geologia, geomorfologia, solos, clima, biota e fragilidade do solo), aspectos urbanísticos (contexto regional e uso do solo), estudos demográficos (população e domicílios, distribuição espacial da população, condicionantes do crescimento demográfico, dados desagregados por Unidade de Negócio e distribuição da população por setor de abastecimento e bacia de esgotamento).
  • Caracterização socioeconômica da Unidade de Negócio.
  • Caracterização da Gestão da Informação: dados operacionais (processamento e espacialização dos dados do CSI e SIGAO e espacialização dos dados) e sistemas corporativos.
  • Situação estrutural e operacional dos Sistemas de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário.
  • Situação econômico-financeira da Unidade de Negócio.
  • Sistema de Informações Gerenciais.
  • Mapeamento e quantificação da idade da rede de água.

 2. Prognóstico

  • Dinâmica urbana: tendências urbanísticas de assentamento e ocupação territorial, dinâmica urbana no contexto da Unidade de Negócio, valoração das intervenções urbanas, caracterização das intervenções no contexto macrorregional (sistema viário, uso do solo e habitação).
  • Projeções .demográficas.
  • Avaliação das demandas: comportamento dos clientes (características dos clientes, correlação entre consumo de água e renda e evolução da quota per capita), potencial de redução de consumo (Programa de Redução de Perdas, Programa de Reuso de Água das ETE e Programa de Uso Racional da Água – PURA e as Fontes Próprias), projeção das demandas
  • Expansão dos Serviços de Água e Esgotos.d
  • Projeções rconômicas: projeção de receitas e despesas (tratamento monetário, receitas operacionais, despesas de exploração, depreciação e outras despesas, dados do balanço patrimonial, custos indiretos, serviço da dívida e cobertura dos investimentos) e análise dos resultados para cada cenário (expansão física, eficiência comercial, despesas de exploração e produtividade, demonstrativo dos resultados e saldo de caixa operacional e a cobertura dos investimentos).
  • Considerações relativas ao planejamento dos sistemas isolados: sistemas de abastecimento de água e sistemas de esgotamento sanitário.
  • Considerações relativas aos Planos Diretores do Sistema Integrado: Plano Diretor de Esgotos e Plano Diretor de Água.
  • Avaliação de pontos deficitários: sistemas de abastecimento de água e sistemas de esgotamento sanitário.
  • Tecnologias para planejamento, obras e operação de Redes de Água e Esgotos: softwares de simulação de redes e controle operacional, tecnologias de obras, tecnologias de manutenção e tecnologias de operação (medição de vazão e válvulas redutoras depressão).

 3. Proposições

  • Planos de Ação: subsídios às Unidades de Negócios a curto, médio e longo prazos, no processo de estruturação da programação de intervenções em expansão da base de atendimento, serviços operacionais e correspondentes desembolsos.
  • Planos de melhoria e otimização dos Serviços de Saneamento.

 4. Modelos Desenvolvidos       

  • Modelo de projeções demográficas.
  • Modelo de projeções de demandas.
  • Modelo de demandas de água: (i) fluxograma de água, (ii) população e domicílios por setor, impacto de fatores urbanísticos e tabela de ajustes para outras hipóteses; (iii) projeção de domicílios, população e índices de atendimento; (iv) projeção do volume micromedido; (v) projeção do volume entregue; e (vi) favelas.
  • Modelo de demandas de esgotos: (i) fluxograma de esgotos; (ii) população e domicílios por bacia e impacto de fatores urbanísticos; (iii) projeção de domicílios, população e índices de atendimento; (iv) projeção do volume micromedido; (v) projeção do volume entregue; (vi) favelas; e (vii) setores de abastecimento versus bacias de esgotamento.
  • Modelo de projeção de obras.
  • Modelo de avaliação e comparação dos planos.
  • Modelo dos programas de investimentos.
  • Modelo de projeções econômico-financeiras.


voltar

 
Consulte o Portf�lio

Todos os trabalhos


RSS (Really Simple Syndication)
 

© 2008 - COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos | Todos os direitos reservados.
Produzido por - Plátano Comunicação S/C Ltda | Designer GuinaWeb - Ateliê Designer


RSS (Really Simple Syndication)