Página Inicial
   
 
 
Empresa | Áreas | Serviços | Notícias | Portfólio | Clientes | Compliance | Contato
COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos
 
Portfólio
ELABORAÇÃO DE ESTUDOS BÁSICOS PARA OS MUNICÍPIOS DE SALVADOR, ILHÉUS, JEQUIÉ, FEIRA DE SANTANA E ITABUNA NO ÂMBITO DA PREPARAÇÃO DO PROGRAMA VIVER MELHOR II
  
voltar



Cliente: Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia – Conder

Período: agosto de 2004 - maio de 2005

Descrição do Projeto

O Programa Viver Melhor II foi concebido pelo governo do Estado da Bahia com o objetivo de melhorar as condições de vida da população em áreas de concentração de pobreza, através de intervenções sociais, econômicas e fisicoambientais articuladas, de acordo com as estratégias estaduais de desenvolvimento urbano e de combate à pobreza. O Programa foi financiado com recursos proveniente de Acordo de Doação entre o governo, o Banco Mundial e o Japan Policy and Human Resources Development Fund – PHRD. Os estudos realizados no âmbito deste estudo compreendem a identificação das Microáreas de Vulnerabilidade Social e Urbana – MVSU, nos municípios: de Salvador, Ilhéus, Jequié, Feira de Santana e Itabuna; o desenvolvimento de um sistema informatizado para elaboração de estimativa de custos e benefícios de intervenções em áreas objeto de programas de urbanização de assentamentos precários; e estimativa de custos e benefícios para as intervenções nas MVSU identificadas.

Descrição dos Serviços

1. Definição e Caracterização das MVSU

  • Levantamento de informações de planialtimetria, ortofotos aéreas, setores censitários, logradouros, localização de equipamentos urbanos, uso e ocupação do solo, etc.
  • Processamento das informações coletadas através de técnicas de geoprocessamento como: geração do mapa de declividades, a partir da hipsometria conhecida, e consequente identificação das diversas situações geomorfológicas (cumeadas, encostas, baixadas e alagados); distâncias percorridas nos logradouros existentes a partir dos pontos de localização dos equipamentos urbanos para definição dos índices geográficos de atendimento; cruzamentos de temas para totalização de atributos, operações de buffering, clipping, etc.
  • Identificação e caracterização 169 MVSU, compreendendo uma população de 412.454 habitantes.
  • Geração de mapas temáticos com as principais características das MVSU identificadas, como índices de atendimento dos diversos serviços públicos (água, esgoto, saúde, educação, etc.).

2. Estimativa de Custos e Benefícios das MVSU

  • Definição de padrões de intervenções seguindo as propostas e resultados de ações anteriores realizadas pela Conder, confrontadas, para efeito de análise e consolidação, com ações e intervenções semelhantes realizadas em outras regiões do país.
  • Definição dos quantitativos básicos das intervenções de melhoria e urbanização de cada assentamento subnormal, considerando a morfologia dos terrenos ocupados (cumeadas, encostas, baixadas e alagados) e o formato da disposição dos núcleos nos mesmos e, principalmente, a densidade e respectivo arranjo físico da ocupação (habitações), assim como diferentes soluções de engenharia e/ou formas de atendimento pelas redes de infraestrutura.
  • Definição dos padrões primários de cada núcleo analisado considerando as respectivas áreas, população, número de unidades habitacionais e/ou os respectivos quantitativos principais dos elementos de infraestrutura, correlacionados de forma a configurar relações funcionais representativas e regionais, ou seja, expressões matemáticas aplicadas a uma determinada área.
  • Definição dos custos unitários das intervenções típicas (implantação de unidades habitacionais novas, de equipamentos públicos, de mobiliário urbano, melhorias habitacionais e implantação de unidades sanitárias), considerando-se alguns padrões globais utilizados pela Conder para a obtenção dos respectivos orçamentos.
  • Definição de custos para os demais componentes típicos da urbanização, sem custos globais adotados pela Conder, mediante a elaboração de curvas individualizadas relacionando os quantitativos básicos com os respectivos custos de implantação que, em alguns casos foram subdivididos nos custos de materiais e de serviços (por exemplo, para redes de água, esgotos, drenagem, etc.).
  • Aferição da metodologia desenvolvida utilizando o histórico de intervenções da Conder, aplicando-se a mesma para áreas com obras de urbanização já concluídas.

 3. Desenvolvimento do Sistema de Estimativa de Custos e Benefícios – SECB

  • Desenvolvimento de um sistema em Visual Basic, sendo os dados básicos mantidos em banco de dados Access, aplicável tanto às MVSU quanto às unidades geográficas de intervenção, com funções especificas para acessar informações referentes a essas duas unidades territoriais, como também para estimar custos de intervenções físicas em quaisquer outras áreas, desde que se disponha dos dados de entrada necessários.


voltar

 
Consulte o Portf�lio

Todos os trabalhos


RSS (Really Simple Syndication)
 

© 2008 - COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos | Todos os direitos reservados.
Produzido por - Plátano Comunicação S/C Ltda | Designer GuinaWeb - Ateliê Designer


RSS (Really Simple Syndication)