Página Inicial
   
 
 
Empresa | Áreas | Serviços | Notícias | Portfólio | Clientes | Compliance | Contato
COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos
 
Notícias
Tecnologia e educação contra o desperdício de água
  
Assessoria de Comunicação
11/08/2009

O Teatro Municipal, obra concluída em 1911, aderiu ao PURA. O edifício exigiu da Cobrape um tratamento diferenciado, já que se trata de Patrimônio Histórico do Estado de São Paulo.

  • O Teatro Municipal, obra concluída em 1911, aderiu ao PURA. O edifício exigiu da Cobrape um tratamento diferenciado, já que se trata de Patrimônio Histórico do Estado de São Paulo.

Quando tecnologia e educação se juntam para combater o desperdício de água os índices de redução de consumo chegam até 80% por mês. É o que está acontecendo nas escolas municipais e em alguns dos principais prédios públicos de São Paulo com a adoção do Programa de Uso Racional da Água (PURA), criado pela Sabesp em 1996.

A Cobrape é parceira da Sabesp na implantação do PURA e, nos últimos dez anos, reuniu muitas histórias que mostram a eficiência do programa.

Na Escola Municipal de Educação Infantil - EMEI Clycie Mendes Carneiro, no Rio Pequeno, a redução mensal do consumo de água chegou a 78%. Antes do PURA, o consumo médio de água na escola era de 465 m3/mês. Depois do programa, passou para 100 m3/mês. A economia foi de 12 mil litros de água por dia.

Resultados como o apresentado pela escola do Rio Pequeno se repetem em outras regiões da cidade. Além das 158 escolas onde a Cobrape implantou o PURA, prédios como o Palácio dos Bandeirantes, unidades da USP - Universidade de São Paulo e até o Teatro Municipal estão passando por essa inovação tecnológica e de hábitos de consumo.

Mas como isso acontece?

O PURA trabalha em duas frentes, ações tecnológicas e medidas de conscientização. Enquanto a primeira prepara o ambiente físico, a segunda prepara as pessoas para o uso racional da água. O objetivo: reduzir, no mínimo, em 10% o consumo mensal.

O trabalho começa com a identificação dos pontos de vazamento e dos hábitos de desperdício. "Com esse diagnóstico em mãos, conseguimos planejar as intervenções e as campanhas educativas; cada local tem suas singularidades e o programa respeita essa condição", explica o engenheiro Ramon Velloso de Oliveira, que coordena os contratos do PURA na Cobrape.

A detecção e correção de pontos de vazamento nas tubulações é feita com equipamentos e técnicos especializados que descobrem e corrigem até pontos não visíveis de perda de água.

Ramon conta que na implantação do PURA nas unidades da USP - trabalho realizado pela Cobrape entre 2000 e 2002 - foram pesquisados mais de 12 mil pontos de consumo, cujos vazamentos encontrados foram todos reparados. "Considero o PURA um programa completo e eficiente porque ele faz intervenções precisas, acaba com o desperdício na sua origem", avalia o engenheiro.

E também é na origem do desperdício - só que este causado pelo mau uso da água - que atuam as campanhas educativas do PURA. Novos conceitos e procedimentos com relação à água são introduzidos no cotidiano dos edifícios e das pessoas.

Segundo Ramon, a vantagem do trabalho educativo é que ele ultrapassa os limites do edifício onde o programa foi implantado. "Depois que uma pessoa aprende a utilizar racionalmente a água, seja na sua escola ou no seu ambiente de trabalho, ela leva seus novos hábitos e conhecimentos para casa e para a sua família", relata.

Equipamentos economizadores - Outro ponto forte do PURA é a implantação dos chamados equipamentos economizadores de água. São torneiras, arejadores, chuveiros, válvulas de descargas associadas a bacias sanitárias e caixas acopladas que reduzem até a metade o volume de água utilizado em cada aplicação. Uma bacia sanitária economizadora com caixa acoplada, por exemplo, utiliza apenas seis litros de água por descarga, enquanto que a bacia sanitária não economizadora absorve 12 litros.

Quando a Cobrape implantou o PURA no Palácio dos Bandeirantes, a sede do governo paulista, entre 2001 e 2002, foram substituídos 477 equipamentos antigos por equipamentos economizadores de água. As ações do programa geraram uma economia de 31% na conta de água do governador de São Paulo.

Devido à sua concepção inovadora e ao resultado garantido de, no mínimo, 10% de economia de água sobre a média mensal dos últimos 12 meses de consumo, o PURA pode ser implantado em qualquer edifício.

Para conhecer melhor o programa, procure a Sabesp. A empresa desenvolve um trabalho permanente de informação sobre o uso racional da água voltado para indústrias, estabelecimentos comerciais, hospitais, autarquias mistas, condomínios, órgãos municipais e estaduais, universidades, entrepostos, escolas e associações.

Redução de consumo garantida

Veja abaixo alguns resultados do PURA - Programa de Uso Racional da Água implantado pela Cobrape em escolas e prédios de São Paulo

EMEI Clycie Mendes Carneiro - Economia de 78%
EMEF Professor Alípio Correa Neto - Economia de 80%
CEI Jardim Bryan Biguinati - Economia de 73%
EMEI Clara Nunes - Economia de 62%
EMEF Professor Almeida Junior - Economia de 60%,
CEI Parque Alto do Rio Bonito - Economia de 75%
EMEI Anhanguera - Economia de 64%
EMEF Carlos de Andrade Rizzini - Economia de 78%
CEI Deputado José Salvador Junior - Economia de 43%
Edifício Matarazzo - Economia de 38%
Edifício Martinelli -Economia de 27%
Teatro Municipal -Economia de 12%
Câmara Municipal de São Paulo - Economia de 34%
Edifício São Joaquim - Economia de 40%

 

 

 

 

 

 
 
RSS (Really Simple Syndication)
 

© 2008 - COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos | Todos os direitos reservados.
Produzido por - Plátano Comunicação S/C Ltda | Designer GuinaWeb - Ateliê Designer


RSS (Really Simple Syndication)