Página Inicial
   
 
 
Empresa | Áreas | Serviços | Notícias | Portfólio | Clientes | Compliance | Contato
COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos
 
Notícias
Sistema Produtor São Lourenço recebe verba do PAC e pode ter capacidade ampliada em 36%
  
Assessoria de Comunicação
04/05/2015

Consórcio Cobrape-Vizca gerencia as obras, iniciadas há um ano no Vale do Ribeira (SP)

 

Depois de o Comitê Gestor do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC ter aprovado, em janeiro último, a inclusão do empreendimento de interligação do reservatório Jaguari-Atibainha na carteira ao futuro Sistema São Lourenço, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp anunciou, no dia 22 de abril, que pretende aumentar em 36% a captação do manancial, localizado no Vale do Ribeira. A obra, iniciada no começo de 2014, está prevista para ser concluída em outubro de 2017. Se essa ampliação for efetivada, o Sistema será ainda mais importante para o abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo. A obra é gerenciada pelo consórcio Cobrape-Vizca.

A ampliação da captação ainda depende de autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel e do Departamento de Águas e Energia Elétrica – DAEE. No projeto original, estava previsto que o Sistema captaria 4,7 m³/s quando começasse a operar. Com a ampliação, o volume passaria para 6,4 m³/s. Esse acréscimo poderá garantir o abastecimento de mais 500 mil moradores de Santana do Parnaíba, Carapicuíba e Osasco.

Orçado em R$ 2,6 bilhões, o Sistema Produtor São Lourenço captará água no rio de mesmo nome. O empreendimento é financiado por meio de parceria público-privado. O projeto original previa o abastecimento 1,5 milhão de pessoas em sete municípios na parte oeste da Região Metropolitana de São Paulo.

O Sistema São Lourenço visa aliviar a demanda sobre o Cantareira, cujo estresse hídrico é alvo de preocupação por parte dos habitantes da RMSP e autoridades. O São Lourenço abrangerá uma Estação de Tratamento de Água – ETA, estações de bombeamento e reservatórios para armazenar até 110 milhões de litros de água captada da represa Cachoeira do França, localizada em Ibiúna e formada pelo rio Juquiá. Para aumentar a produção do São Lourenço não serão necessárias novas obras, mas deixar o sistema operar durante 24 horas por dia. No projeto original, a vazão de 4,7 mil l/s seria obtida durante 19 horas diárias, sendo paralisada no horário de pico, entre 17h e 22h. O São Lourenço será o sétimo grande manancial a atender a RMSP.

Serviços

O consórcio Cobrape- Vizca assumiu como responsabilidades:

  • Gestão Metodológica
  • Supervisão da Execução
  • Auditoria da Garantia da Qualidade
  • Gestão do Contrato de Concessão
  • Suporte para Elaboração do Programa de Apoio aos Municípios
  • Suporte Administrativo e de Infraestrutura

A obra física é composta por um conjunto de instalações lineares com 48,22 km de adutora de água bruta (com 2100 mm de diâmetro), 30,75 km de adutora de água tratada (em 2100, 1800, 1500 e 1200 mm de diâmetro), 14,3 km de quatro subadutoras (em 800 e 400 mm), cerca de 40,36 km de linha de transmissão em 138 kV, e mais instalações localizadas – tomada de água, estações elevatórias, chaminés de equilíbrio, ETA e reservatórios. Inclui um túnel de 1.100 metros pela serra e uma passagem sob a Rodovia Raposo Tavares.

Um dos principais desafios de engenharia é o bombeamento da água para superar o desnível de 300 metros da Serra de Paranapiacaba. O Sistema Produtor de Água São Lourenço está sendo executado pelas construtoras Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, que irão cuidar de sua operação durante 25 anos.

 
 
RSS (Really Simple Syndication)
 

© 2008 - COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos | Todos os direitos reservados.
Produzido por - Plátano Comunicação S/C Ltda | Designer GuinaWeb - Ateliê Designer


RSS (Really Simple Syndication)